UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas <p><strong>Unitas</strong> <strong>– Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões</strong></p> <p><strong>ISSN 2358-3037</strong></p> <p><strong>Qualis CAPES A4</strong></p> <p><strong>DOI (Digital Object Idenfier): Prefixo 10.35521</strong></p> <p> Publicação semestral eletrônica de acesso livre da Faculdade Unida de Vitória. Publica textos inéditos de pesquisadores e discentes nas áreas de teologia, ciências das religiões e áreas afins, que possuam uma relação temática com o fenômeno religioso e suas várias expressões.</p> <p><strong>Missão:</strong> Divulgar pesquisas científicas acerca do fenômeno religioso e suas expressões na vida humana e ser um espaço aberto à reflexão teológica e ao acesso à dinâmica essencial da existência humana: história, economia, cultura, política, arte, geografia, sociedade meio ambiente e suas variações. Difundir o conhecimento científico da área da teologia e das humanidades em geral. Ser memória pública da produção de conhecimento contemporâneo acerca do fenômeno religioso. Oportunizar a divulgação da produção científica discente.</p> <p><strong>Processo de Avaliação pelos Pares - </strong>Os textos submetidos à UNITAS, após avaliados pela Comissão Editorial, serão encaminhados para dois pareceristas especialistas no campo de conhecimento do artigo submetido. Orientamos que o parecer favorável ou não seja claramente justificado. O artigo será publicado somente com a aprovação dos dois pareceristas externos. Se necessário, em caso de empate, encaminharemos para um terceiro parecerista.</p> <p><strong>Termo de Responsabilidade ética de Autoria para submissão de artigos</strong></p> <p>Declaro que identifiquei de forma clara e citei corretamente trabalhos de outros autores que tenham sido utilizados neste trabalho. No caso de ter utilizado frases retiradas de outros autores, referenciei-as devidamente ou, se as redigi com palavras diferentes, indiquei o original de onde foram extraídas. Declaro que não há qualquer plágio (apropriação indevida da obra intelectual de outra pessoa, assumindo implícita ou explicitamente a autoria da mesma, ainda que por omissão) no texto entregue para publicação e que reconheço que tal prática poderia resultar em sanções disciplinares e legais.</p> <p> </p> <div> <p><strong>Indexações Internacionais:</strong></p> <table style="width: 686px;"> <tbody> <tr> <td style="width: 132px;"><a href="https://www.google.com/maps/d/u/0/viewer?mid=1ZqUDt08iTeenVxLhIm5B3QOhAaY&amp;ll=-14.564835578890003%2C-72.85951814999999&amp;z=3" target="_blank" rel="noopener"><img src="https://revista.fuv.edu.br/public/site/images/faculdadeunida/latinrev.jpg" alt="" width="113" height="105" /></a></td> <td style="width: 552px;"><strong><a href="https://www.google.com/maps/d/u/0/viewer?mid=1ZqUDt08iTeenVxLhIm5B3QOhAaY&amp;ll=-20.315076900000008%2C-40.3058977&amp;z=18" target="_blank" rel="noopener">LATINREV</a> </strong>(Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades)</td> </tr> <tr> <td style="width: 132px;"><a href="https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=24985"><img src="https://revista.fuv.edu.br/public/site/images/claudete/logo[1].jpg" alt="" width="116" height="32" /></a></td> <td style="width: 552px;"><a href="https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=28401" target="_blank" rel="noopener"><strong>LATINDEX </strong></a>(Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal)</td> </tr> </tbody> </table> <p><strong> </strong></p> <p><strong>Indexações Nacionais:</strong></p> <table style="width: 685px;"> <tbody> <tr> <td style="width: 22px;"><a href="http://diadorim.ibict.br/handle/1/1319" target="_blank" rel="noopener"><img src="https://revista.fuv.edu.br/public/site/images/joseadriano/logo_diadorim.png" alt="" width="143" height="81" /></a></td> <td style="width: 649px;"><a href="https://diadorim.ibict.br/handle/1/1318" target="_blank" rel="noopener"><strong>DIADORIM</strong> </a>(Diretório de políticas das revistas científicas brasileiras sobre o acesso aberto aos artigos por meio de repositórios institucionais)</td> </tr> <tr> <td style="width: 22px;"><a href="http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre" target="_blank" rel="noopener"><img src="https://revista.fuv.edu.br/public/site/images/joseadriano/logo_livre.png" alt="" width="140" height="60" /></a></td> <td style="width: 649px;"><a href="https://livre.cnen.gov.br/Inicial.asp" target="_blank" rel="noopener"><strong>LIVRE</strong></a> (Revistas de Livre Acesso)</td> </tr> <tr> <td style="width: 22px;"><a href="http://www-periodicos-capes-gov-br.ez266.periodicos.capes.gov.br/index.php?option=com_pmetabusca&amp;mn=70&amp;smn=78&amp;sfx=buscaRapida&amp;type=p&amp;Itemid=120&amp;" target="_blank" rel="noopener"><img src="http://www.periodicos.capes.gov.br/images/stories/periodicos.png" alt="" width="142" height="36" /></a></td> <td style="width: 649px;">PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES</td> </tr> <tr> <td style="width: 22px;"><a href="http://www.sumarios.org/revista/reflexus" target="_blank" rel="noopener"><img src="https://revista.fuv.edu.br/public/site/images/claudete/sumarios1[1].png" alt="" width="141" height="49" /></a></td> <td style="width: 649px;"><a href="https://www.sumarios.org/revista/unitas-revista-eletr%C3%B4nica-de-teologia-e-ci%C3%AAncias-das-religi%C3%B5es" target="_blank" rel="noopener"><strong>SUMÁRIOS.ORG</strong></a> (Sumários de Revistas Brasileiras)</td> </tr> </tbody> </table> </div> <div> <div> </div> <p><strong>CHAMADA PARA ARTIGOS 2024</strong></p> <p><a href="https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/submission/wizard"><strong>DOSSIÊ 2024/01: A religião nas migrações: a propósito dos 200 anos de presença protestante no Brasil</strong></a></p> <p>As consequências dos processos migratórios constituem-se em experiências complexas e plurais, com implicações que atravessam diferentes esferas da vida pessoal, familiar, social, cultural, religiosa, ambiental entre outras. O protestantismo se instalou de fato no Brasil nos anos de 1823/1824, através da imigração européia estimulada pelo governo imperial. Uma das principais expressões religiosas protestantes desse movimento imigratório é a chegada de pessoas de tradição luterana e a formação da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB. Contudo, várias igrejas do Protestantismo de Missão no Brasil também estão, de alguma forma, atravessadas pela experiência migratória, seja pela imigração estrangeira, seja pelos movimentos migratórios internos. Como o protestantismo tem acompanhado os processos migratórios ao longo dos 200 anos de presença e atuação no Brasil? O Dossiê receberá artigos com diferentes perspectivas teórico-interpretativas, que reflitam sobre a religião nas migrações e suas consequências, tanto no que tange ao perfil dos protestantismos que se gestaram nesse processo, quanto no que se refere a seu impacto e assimilação na esfera pública do nosso país.</p> <p><strong>Prazo para submissão (PRORROGADO): 31 de maio de 2024</strong></p> <p>Profa. Dra. Claudete Beise Ulrich - Faculdade Unida de Vitória</p> <p>Prof. Dr. Lauri Emilio Wirth - Universidade Metodista de São Paulo</p> <p>Prof. Dr. João Klug - Universidade Federal de Santa Catarina/SC</p> <p>Prof. Dr. Jefferson Zeferino - Pontifícia Universidade Católica/Campinas</p> <p>Profa. visitante Dra. Scheila Roberta Janke - Faculdade Luterana de Teologia/São Bento do Sul</p> <p>Prof. Dr. Sérgio Luiz Marlow - Faculdade Unida de Vitória/ES</p> <p> </p> <p><strong> </strong></p> </div> Faculdade Unida de Vitória pt-BR UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2358-3037 Nominata de Avaliadores - 2023 https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2879 <p>Relação dos nomes dos avaliadores do ano de 2023.</p> Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-07 2024-05-07 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2879 O Ensino Religioso na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e possíveis implicações práticas https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2844 <p>A BNCC é o resultado de um processo de construção coletivo. Ao longo de quase uma década, foram realizadas inúmeras audiências públicas, conferências, palestras de debates envolvendo representantes dos Sistemas de Ensino, entidades e órgãos de representação, profissionais da Educação e especialistas de diferentes áreas. O lugar do Ensino Religioso nessa construção não passou à margem da polêmica e controversa discussão acerca do lugar do Ensino Religioso na Educação Básica brasileira. Ausência e presença marcam este lugar. A partir da proposta temática e metodológica do FONAPER, o Ensino Religioso vigora na versão final do documento. A presente contribuição resgata elementos da história da construção da BNCC, destaca o lugar do Ensino Religioso neste processo de construção, bem como aborda aspectos da proposta de Ensino Religioso em suas implicações práticas. &nbsp;Essa reflexão tem o objetivo de contribuir no processo de implantação da proposta e na discussão acerca da qualificação da oferta de Ensino Religioso no ambiente escolar.</p> Laude Erandi Brandenburg Flávio Schmitt Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2844 Estágio supervisionado https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2851 <p>O estágio supervisionado é parte integrante do currículo das Licenciaturas e também da Licenciatura em Ciências das Religiões, estabelecendo um diálogo reflexivo entre a teoria e a prática. A licenciatura em Ciências das Religiões habilita para a formação docente, para atuar no componente curricular Ensino Religioso, no Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) e também em espaços não formais de ensino. &nbsp;O presente artigo tem por objetivo apresentar uma reflexão sobre o estágio supervisionado de observação, realizada em três escolas públicas no município de Cariacica/ES, no componente curricular Ensino Religioso. A pergunta problema na realização do estágio foi: Como o Ensino Religioso está sendo ensinado no Ensino Fundamental na escola pública? &nbsp;&nbsp;O artigo salienta a importância da realização do estágio supervisionado, como parte integrante do curso Licenciatura em Ciências das Religiões, objetivando a formação docente para o Ensino Religioso não confessional, fundamentado na construção da cidadania, no diálogo e no respeito à diversidade cultural e religiosa brasileira.</p> Claudete Beise Ulrich Clediluce Santana Ana Maria Furtado Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2851 As Tradições Indígenas e o componente curricular Ensino Religioso na BNCC https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2857 <p>Este artigo explora a interseção entre o Ensino Religioso, as Tradições Indígenas e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) no contexto educacional brasileiro. Discute como a BNCC, promulgada em 2018, orienta o currículo nacional, com foco no Ensino Religioso desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental. A abordagem não confessional do Ensino Religioso, baseada na Ciência da Religião, é crucial para promover o respeito à diversidade cultural religiosa, conforme previsto pela Constituição Federal de 1988, pela LDB (Lei nº 9.394/1996) e pela BNCC. O objetivo é analisar a presença formal do indígena na BNCC e indicar os desafios para sua efetiva presença no currículo do Ensino Religioso. O problema de pesquisa é como os indígenas aparecem na BNCC e no Ensino Religioso? A metodologia foi a revisão bibliográfica sobre as competências do Ensino Religioso segundo a literatura especializada, uma análise documental sobre como os indígenas aparecem na BNCC e uma apresentação de quatro relatos críticos de indígenas, apontando desafios urgentes que devem ser superados, na ótica deles. Dar voz aos sujeitos indígenas é uma forma de tornar esse processo mais relevante e honesto.</p> David Mesquiati de Oliveira Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2857 Textos Sagrados https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2774 <p>O objetivo do artigo é demonstrar, por meio de análises bibliográfica e documental, breves sugestões acerca da formação continuada para professores/as de Ensino Religioso, constatando que a literatura religiosa não é apenas uma coleção de textos para serem utilizados no âmbito religioso. Os textos sagrados podem contribuir para reflexões acerca de temáticas/propósitos de formação continuada para professores/as do componente curricular Ensino Religioso. Frente a esse panorama, é necessário corroborar a aplicabilidade de textos religiosos nas formações docentes, assim como apresentar abordagens correlacionadas com a temática da formação e o cuidado na utilização dos textos no que se refere à cultura religiosa de cada indivíduo. Nesse sentido, o artigo apresenta propostas reflexivas para que os textos sejam utilizados nas formações, sendo uma prática importante para enfrentamentos e desafios presentes no âmbito escolar do contexto educacional contemporâneo, acerca das especificidades de cada estado ou município.</p> Rosa Amélia Menassa da Silva Claudete Beise Ulrich Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2774 O Ensino Religioso a Partir da Fundamentação Oferecida pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2764 <p>Este artigo tem por principal objetivo analisar o Ensino Religioso escolar a partir da fundamentação oferecida pela BNCC. A questão-problema a ser respondida é: a BNCC realmente estabelece normas que melhoram o processo de ensino-aprendizagem do Ensino Religioso? Como hipótese, defende-se que, fundamentado na BNCC, o Ensino Religioso se constitui meio de formação integral dos/as alunos/as, reconhecendo e valorizando a singularidade e a transcendência como elementos constitutivos da experiência religiosa, sendo também educação voltada aos direitos humanos e à convivência pacífica em sociedade plural e democrática. O artigo destaca a importância de reconhecer a laicidade nas escolas públicas, promover a tolerância e evitar que o proselitismo. A BNCC apresenta o Ensino Religioso como componente curricular integrado à totalidade da escola, relacionado e articulado aos outros componentes do currículo. A metodologia utilizada valeu-se de pesquisa bibliográfica, buscando na literatura especializada conceitos e argumentos que permitam alcançar o objetivo pretendido, bem como a afirmação da hipótese.</p> <p><strong>Palavras-chave</strong>: Ensino Religioso. Base Nacional Comum Curricular. Diversidade religiosa.</p> Margarete da Penha Dornellas Natalli Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2764 Temas contemporâneos transversais no Ensino Religioso https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2792 <p>O tema do artigo é a interface entre a Área de Conhecimento do Ensino Religioso e os Temas Contemporâneos Transversais (TCTs), organizados a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O objetivo é verificar como os TCTs estão em diálogo com o Ensino Religioso a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a partir de pesquisa bibliográfica e da análise da aplicação da transversalidade em uma escola pública do Rio de Janeiro. A transversalidade não é uma novidade no campo educacional. Temas Transversais se configuram desde a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) em 1996. Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), elaborados a partir da LDB, com a finalidade de orientar a organização das propostas curriculares de cada escola, incluíam os Temas Transversais evidenciando a complexidade da práxis educativa do momento e por esta a necessidade de contextualização dos conteúdos. A BNCC atualiza, amplia e torna os TCTs em referência nacional obrigatória para elaboração ou adequação dos currículos e propostas pedagógicas. No comparativo entre os TCTs e o Ensino Religioso ratificam-se significativos desdobramentos e ampliações das discussões que enriqueceram a aprendizagem. Nesse sentido, conclui-se que a organização, a integração e a contextualização, por meio das experiências, garantirão uma formação integral e cidadã do corpo discente com os temas transversais também a partir do Ensino Religioso.</p> Charles Klemz Deise Rose Neiba da Cruz Souza Flávio Schmitt Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2792 Apresentação do Dossiê - Licenciatura em Ciência(s) da(s) Religião(ões) https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2876 Claudete Beise Ulrich Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2876 A Teologia Cristã e seu diálogo interdisciplinar com a(s) ciência(s) da religião https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2771 <p>As Ciências da Religião e a Teologia são ciências distintas, mas que têm a religião como tema comum. As Ciências da Religião abordam este tema no seu aspecto fenomênico e seu pesquisador é o cientista da religião. O conteúdo abordado envolve um corpo doutrinal, ritos, ética e uma comunidade. A Teologia, cujo pesquisador é o teólogo, reflete sobre uma fé, cujo conteúdo é sistematizado por um corpo doutrinal e tutelado por uma autoridade que garante sua ortodoxia, é direcionado por princípios morais tabulados em princípios e leis, celebrado por um culto específico manifesto nos símbolos e ritos de uma liturgia e costumes, assim transmitido por tradições assimiladas. As duas ciências possuem um forte potencial de compartilhar conhecimentos e experiências, na perspectiva de compreender, com as possibilidades da interdisciplinaridade, a Religião, cujo elemento comum é a relação pessoal e comunitária com a divindade, que dinamiza e dá sentido à experiência com o Transcendente, objeto de interesse deste <em>homo religiosus</em>, o qual é permanentemente convocado pelo apelo por tudo quanto dá sentido e valor à sua existência. A resposta a este apelo se expressa na invocação, no projeto de vida e na abertura ao Outro e aos outrosAs Ciências da Religião e a Teologia são ciências distintas, mas que têm a religião como tema comum. As Ciências da Religião abordam este tema no seu aspecto fenomênico e seu pesquisador é o cientista da religião. O conteúdo abordado envolve um corpo doutrinal, ritos, ética e uma comunidade. A Teologia, cujo pesquisador é o teólogo, reflete sobre uma fé, cujo conteúdo é sistematizado por um corpo doutrinal e tutelado por uma autoridade que garante sua ortodoxia, é direcionado por princípios morais tabulados em princípios e leis, celebrado por um culto específico manifesto nos símbolos e ritos de uma liturgia e costumes, assim transmitido por tradições assimiladas. As duas ciências possuem um forte potencial de compartilhar conhecimentos e experiências, na perspectiva de compreender, com as possibilidades da interdisciplinaridade, a Religião, cujo elemento comum é a relação pessoal e comunitária com a divindade, que dinamiza e dá sentido à experiência com o Transcendente, objeto de interesse deste <em>homo religiosus</em>, o qual é permanentemente convocado pelo apelo por tudo quanto dá sentido e valor à sua existência. A resposta a este apelo se expressa na invocação, no projeto de vida e na abertura ao Outro e aos outros</p> Antonio Marcos Chagas Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2771 Estudo de caso como abordagem de ensino na educação cristã https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2623 <p>Entre a diversidade de metodologias de ensino que podem ser utilizadas na Educação<br>Cristã, nos interessa, nesse artigo, apresentar o estudo de caso como abordagem de<br>ensino, propondo assim uma reflexão crítica acerca do mesmo e possíveis caminhos<br>para sua utilização que possam subsidiar educadores cristãos em sua prática. Após a<br>introdução, na qual abordamos a Educação Cristã desde uma tradição protestante, o<br>texto está organizado em quatro tópicos, primeiro trazemos um panorama do estudo de<br>caso como abordagem de ensino e algumas tendências metodológicas. No segundo<br>argumentamos que as parábolas de Jesus tratam-se de casos de estudo e, no terceiro<br>tópico, a partir da metodologia de abordagem das inteligências múltiplas, e tendo as<br>parábolas de Jesus como casos, oferecemos ao educador ferramentas para elaboração e<br>aplicação de casos. Por fim, trazemos algumas considerações acerca do estudo de caso e<br>as possibilidades e limitações da utilização frente à educação cristã.</p> Renato Araújo Torres de Melo Moul Renata Priscila da Silva Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2623 Identidade religiosa no campo religioso brasileiro: https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2793 <p>O presente artigo tem como base a pesquisa bibliográfica. A análise visa a edificar a visão de identidade religiosa, a partir da perspectiva do campo religioso brasileiro. Na composição da sociedade brasileira, verifica-se o pluralismo religioso acentuado, com evidência sincrética por meio das manifestações multiculturais. Diante disso, o objetivo deste estudo é: conhecer o campo religioso brasileiro; a interferência das manifestações multiculturais na crença; a influência religiosa histórica étnica e os desafios das vertentes religiosas na contemporaneidade. Na pesquisa, destaca-se a rica pluralidade de crença no país, que apresenta traços excepcionais para caracterizar o contexto da identidade de crenças. O acentuado sincretismo religioso, presente no cenário nacional, não ameniza a presença de prática intolerante nos espaços públicos.</p> Andréa Marins Coutinho Bernardes Kelvia Françoise Souza Pavão Massini. Rosa Amélia Menassa da Silva Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2793 Espiritualidade em Lutero a partir do tratado da liberdade cristã https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2682 <p>O artigo propõe analisar a ideia de espiritualidade na perspectiva do reformador da Igreja, Martinho Lutero e em documentos provenientes da Reforma Protestante iniciada no século XVI. Toma-se como base da reflexão as duas premissas centrais destacadas por Lutero no tratado teológico Da Liberdade Cristã, quais sejam, “um cristão é senhor livre sobre todas as coisas, e não está sujeito a ninguém” e, “um cristão é servidor de todas as coisas e sujeito a todos”. A partir dessas premissas, a espiritualidade é exercitada pela fé em Jesus Cristo através do ouvir das Escrituras Sagradas, e pela ação na sociedade em favor do próximo.</p> Raniely Estevam dos Santos Sergio Luiz Marlow Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2682 “Divisões” e “partidarismos” na igreja de Corinto Um estudo de 1Cor 1-4 https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2808 <p>Esse artigo procura analisar as “divisões” e “partidarismos” existentes na igreja de<br>Corinto (1,10-4,21), cuja origem era a adulação de líderes favoritos, as atitudes de orgulho,<br>arrogância e obsessão pela sabedoria e eloquência. O artigo demonstra também que Paulo, ao<br>buscar a unidade da igreja de Corinto, afirma que a cruz de Cristo anula qualquer justificativa<br>para a arrogância, autossuficiência e “orgulho” (1,26-31; 3,21; 4,6-7.18-19; 5,2; 8,1; 13,4). A<br>sua linguagem é dominada por termos que visam defender a unidade da comunidade,<br>destacando-se o apelo “ao que é proveitoso para a comunidade” (6,12; 10,23; 10,33; 12,7).<br>Paulo apresenta os antepassados, Apolo e a si mesmo como exemplos dignos de imitação (4,8-<br>13; 5,6-8; 6,16-17; 8,13; 9,1-27; 10,1-13; 6,16-17; 10,18; 13,1-13; 14,21). Ao demonstrar “o<br>que é benéfico para a comunidade”, busca a resolução dos conflitos e, ao apresentar a si mesmo<br>e a Apolo como exemplos de cooperação e de sofrimento, visa corrigir o gloriar-se impróprio da<br>comunidade e a não colocar a sua fidelidade em líderes específicos, que era a causa das divisões<br>e partidarismos na comunidade.</p> Diana Maria Souza Martins Júlia Catherine Venezes de Oliveira José Adriano Filho Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2808 A “imagem de si” de Paulo em 1Cor 1-4 https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2809 <p>Este artigo tem como objetivo a análise da construção da "imagem de si" pelo apóstolo Paulo no contexto de 1Cor 1-4, utilizando o conceito de ethos de Dominique Maingueneau como alicerce metodológico. O <em>ethos,</em> um elemento central na retórica aristotélica, representa a imagem que o orador procura estabelecer de si mesmo. Ao longo do artigo, procura-se compreender as estratégias retóricas empregadas por Paulo para persuadir os coríntios sobre a legitimidade de seu evangelho, incluindo a hábil utilização de argumentos de opositores em seu favor. O artigo se divide em três partes: uma introdução ao conceito de ethos conforme definido por Maingueneau, a contextualização histórica e sociocultural da Primeira Epístola aos Coríntios, e uma análise minuciosa de passagens específicas de 1Cor 1-4, visando identificar a construção do ethos por parte de Paulo e seu impacto na audiência alvo. </p> Carla Nascimento Coutinho José Mário Gonçalves Arthur Carletto Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2809 O Vírus do Neoliberalismo e as doses de caridade e responsabilidade como imunizante https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2806 <p>O presente artigo objetiva analisar criticamente o sistema neoliberal contemporâneo à semelhança de um vírus que adoece a sociedade democrática e a possibilidade de reverter esse diagnóstico a partir da Via da Caridade, um dos princípios da Doutrina Social da Igreja, e da Ética da Responsabilidade proposta por Han Jonas. Dessa forma, num primeiro momento, a pesquisa apresenta uma compreensão do sistema econômico atual como criador de injustiças, de exclusão e de pobreza estrutural. Em seguida, confrontar-se-á o neoliberalismo com a Via da Caridade indicada pela Doutrina Social da Igreja como critério ético do agir social. Por fim, apresentar-se-á como a Via da Caridade dialoga com a Ética da Responsabilidade proposta por Hans Jonas, configurando uma proposta pertinente em ambiente civil e laico. Pretende-se, assim, contribuir para um melhor entendimento da sociedade neoliberal e suas consequências nefastas para o desenvolvimento do ser humano e da sociedade e indicar a urgência de uma alternativa humanista que recoloque as forças econômicas e políticas a favor do desenvolvimento social.</p> Karolayne Camargo Tiago Gurgel do Vale Marcelo Henrique Souza Carolina Mureb Santos Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2806 Nova Canção Chilena como resistência à ditadura https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/2778 <p><span style="font-weight: 400;">Este artigo busca analisar o discurso musical e poético da Nova Canção Chilena como resistência à ditadura chilena, tendo como apoio a teoria bakhtiniana da linguagem. Para tal finalidade, o tema é desdobrado a partir do uso da metodologia bibliográfica, na qual emprega-se um diálogo entre os conceitos construídos no âmbito da filosofia da linguagem de Mikhail Bakhtin e o Círculo de Bakhtin para compreender, por meio de suas contribuições, o processo social e coletivo ideológico presente na criação verbal e suas dinâmicas de interação em discursos musicais e poéticos produzidos contra o regime ditatorial de Augusto Pinochet no Chile. Pautando-se na compreensão das manifestações artísticas da Nova Canção Chilena como a renovação de aspectos da música folclórica chilena na cultura popular, o movimento é exposto como um instrumento consciente da sua força de luta ao manter a resistência, frente a um poder monovalente e autoritário, enquanto manifesta preocupações acerca de temáticas culturais, sociais, políticas e religiosas da época. Através da concepção bakhtiniana, em que a relação entre o autor responsável por uma obra artística e o receptor desta é fundamental para ultrapassar os limites da linguagem, tanto o “criador” da obra quanto o apreciador ou receptor dela se integram (enquanto se encontram em posições autônomas). Assim, revela-se como Victor Jara torna possível, por meio de suas obras, uma relação “extra-linguística” em que o ato de “narrar-se” na arte torna possível uma reflexão acerca de seu tempo acompanhada das emoções individuais do “eu” que desvela o “nós” na obra como um ato ético contra a ditadura.</span></p> Ingrid Carolina Soto Escobar Ribeiro Jefferson Zeferino Marcio Cappeli Aló Lopes Copyright (c) 2024 UNITAS - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões 2024-05-03 2024-05-03 11 2 10.35521/unitas.v11i2.2778